Safra começa mais voltada para etanol

26/04/2018

A safra 2018/2019 de cana-de-açúcar do Centro-Sul do País começou mais alcooleira. Na primeira quinzena de abril, a proporção de cana direcionada à fabricação de etanol atingiu 68,50%, ante 60,63% no mesmo período da temporada 2017/2018.

Segundo dados da União das Indústrias de Cana-de-Açúcar (Unica), a produção de etanol na primeira metade do mês cresceu 44,65%, com 993,26 milhões de litros fabricados em 2018 ante 686,66 milhões produzidos na safra anterior.

Já a produção de açúcar na primeira quinzena do mês foi de 713,77 mil toneladas, ante 707,22 mil toneladas em igual período de 2017. Conforme a Unica, esse movimento é resultado da redução na produção de açúcar por tonelada de cana neste início de safra. Na primeira metade de abril de 2018, a produção de açúcar alcançou 32,13 quilos por tonelada, queda de 19,67% na comparação com os 40 quilos por tonelada em 2017.

Em nota, o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, explicou que “se a produção de açúcar por tonelada de cana nesse ano tivesse sido mantida, o total produzido na primeira quinzena atingiria quase 900 mil toneladas.” Segundo ele, isso significa que cerca 200 mil toneladas de açúcar deixaram de ser fabricadas na primeira metade de abril em função da reversão do mix de produção para etanol.

A Unica informou ainda que a moagem da região Centro-Sul atingiu 22,21 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na primeira quinzena de abril, avanço de 25,64% em relação às 17,68 milhões de toneladas processadas no mesmo período da safra 2017/2018.

Em relação ao número de usinas em operação, nesse ano, 170 empresas registraram moagem até 15 de abril. Eram 162 unidades industriais em igual período do último ano. Na segunda quinzena do mês, outras 57 empresas devem iniciar o processamento.

“Na safra 2018/2019, podemos observar até nove unidades produtoras encerrando as operações em função da menor oferta de cana ou da difícil condição financeira, sendo três plantas no Paraná, uma no Mato Grosso do Sul, uma no Rio de janeiro e quatro em São Paulo”, diz Pádua.

Vendas de etanol

O volume de etanol comercializado na primeira quinzena de abril, neste ano, somou 878,02 milhões de litros, sendo 16,06 milhões de litros para a exportação e 851,96 milhões de litros para o mercado doméstico.

Internamente, as vendas de etanol anidro alcançaram 262,41 milhões de litros e, as de etanol hidratado, 599,55 milhões de litros, alta de 29,40% em relação à mesma quinzena da safra 2017/2018.

Segundo Padua, “as vendas de hidratado ao mercado interno começaram aquecidas e devem ser ampliadas nas próximas semanas, quando a queda de preço for integralmente repassada aos consumidores.”

Marcela Caetano

Fonte: DCI